Brasil

Exposición Memórias do Futuro: Cidadania Negra, Antirracismo e Resistência

A exposição Memórias do Futuro: Cidadania Negra, Antirracismo e Resistência apresenta ao público do Memorial da Resistência de São Paulo um panorama histórico de mais de um século de lutas por direitos da população negra no estado de São Paulo, abrangendo o período de 1888 até os dias de hoje.

Ao convidar  o sociólogo e escritor Mário Medeiros para fazer a curadoria desta exposição, o Memorial transforma o espaço do museu num lugar de leitura e referência para abrigar uma extensa pesquisa que reúne em fotografias, cartazes, jornais, documentos da repressão, manifestos e manifestações artísticas as lutas lideradas pela população negra brasileira, que constitui, desde suas origens, uma das principais forças contestadoras da repressão e da violação de direitos humanos cometidas na história do nosso país.

As experiências coletivas no estado são abordadas em oito eixos: Territórios negros e memórias em disputa: a persistência no espaço; Associativismo, clubes, entidades e irmandades: A Força do Coletivo; Imprensa Negra Paulista e Circulação das ideias: A Comunicação como Meio de Luta; Literatura Negra: O Direito à Imaginação; Espaços de sociabilidade e resistência: as ruas, os salões e os palcos como lugares de direitos; Repressão, Vigilância e Resistência, 1930-1980; Redemocratização e Nova República: A Democracia é uma luta negra e Enfrentando a tripla opressão – O século XXI é negro, feminino e nosso.

A mostra foi criada em colaboração com organizações e coletivos convidados, como a Coalização Negra por Direitos, a revista O Menelick 2º Ato, as Capulanas Cia de Arte Negra e o Ilú Obá de Min, em parceria com os arquivos e acervos de cultura negra no AEL – Unicamp, no Arquivo Público do Estado de São Paulo, no Museu da Imagem e do Som, na Pinacoteca do Estado, no Memorial da Resistência e no Condephaat.

A exposição conta com a presença de obras dos fotógrafos Jesus Carlos, Mariana Ser, Monica Cardim e Tiago Alexandre, e com a participação dos artistas Bruno Baptistelli, Geraldo Filme, João Pinheiro, Moisés Patrício, No Martins, Renata Felinto, Sidney Amaral, Soberana Ziza e Wagner Celestino.

Entre tantas outras vozes, Memórias do Futuro traz à tona a continuidade e a persistência do associativismo negro em suas formas de resistência ao longo dos anos.

Esta exposição é um convite para seguirmos os fios tecidos por mulheres e homens negros em torno de suas memórias e fabulações por um futuro.

Más información: http://memorialdaresistenciasp.org.br/exposicoes/memorias-do-futuro/

Início
08/06/22

Fim
08/05/23

Local
Memorial da Resistencia - Sao Paulo, Brasil

Endereço